contato@ongpas.com.br
Doar Agora

Presidente

Lisandro Frederico

É formado em Marketing pela Universidade Braz Cubas, tem 28 anos e atualmente divide seu tempo entre as responsabilidades como presidente da ONG, que é um trabalho voluntário, ao mesmo tempo que conduz seu trabalho particular de assessoria em marketing para empresas.

Lisandro que também é membro fundador da ONG, criou o primeiro grupo de resgate de animais de Suzano, que no futuro se tornaria a ONG. Ele também criou ações que ao longo do tempo encontrou lares para mais de 2000 animais na região, além de formalizar parcerias para castração e vacinação de centenas de animais em situação de risco. Em 2013 ajudou a promover a primeira manifestação na cidade de Suzano com tematica animal, reunindo 150 militantes da causa e pedindo o aumento nas penas brandas para crimes contra animais.

Em 2015 algumas das suas iniciativas também geraram grandes benefícios na região. Em Poá, após reunião com o legislativo, conquistou a lei que autoriza o transporte de animais em ônibus, falicitando a vida de protetores que sem carro precisam levar seus animais ao veterinário. Em Suzano, promoveu uma reunião com o atual prefeito, junto com militantes da causa, pedindo mais atenção para políticas públicas para os animais.

Desde a reunião, projetos visando a educação sobre posse responsável, a reforma e ampliação da unidade para castração e a vacinação de animais, entraram nos projetos da prefeitura, que continuam sendo acompanhados por Lisandro. Ainda na cidade, ele propôs a vereadores da câmara a lei que autoriza o transporte de animais em ônibus, projeto que já foi aprovado pelo legislativo e aguarda sanção do chefe do executivo.

Lisandro nasceu Suzano e começou a trabalhar aos 11 anos, após o falecimento do pai. Ele foi office boy na empresa de um familiar, depois entrou no mercado de call center aos 18 anos, onde foi rapidamente reconhecido como funcionário exemplar pelo então prefeito Junji Abe em Mogi das Cruzes. Sua visão crítica, criatividade e capacidade de resolver problemas lhe rendeu um convite para trabalhar no ramo bancário e aos 21 anos ingressou no banco HSBC onde atuou por 6 anos, período em que também passou a morar na capital paulista, mas logo decidiu voltar para Suzano para ficar próximo da mãe.Entre as ações sociais, Lisandro também já realizou campanhas para crianças de orfanatos em São Paulo e Mogi das Cruzes.

Para ele, fazer bem ao próximo é um comportamento que tem se tornado escasso na sociedade e é decisivo para a evolução da sociedade. Lisandro também acredita que a educação é determinante para melhorar as causas onde atua, acreditando sempre que o cidadão consciente pode criar um universo melhor a cada dia, para desenvolver essa consciência ele escreve para o site Sociedade Pública e mantém uma coluna no Jornal Oi Diário.